DOCUMENTAL DE FAMÍLIA Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek Brasília - DF

SESSÃO DE GESTANTE | CRIS & RONAN

O anúncio da gravidez chega com um turbilhão de perguntas. Como não bastasse os hormônios, as dúvidas, os questionamentos, tudo vem acompanhado das perguntas. 

 De quantos meses você está? Onde vai ser o parto? Você quer cesariana? Você prefere menino ou menina? Qual a cor do enxoval? Você estava planejando ou foi um susto? Está preparada para ser mãe? Qual vai ser o nome? Para quando é? Vai tirar fotos? Calma... as respostas estão na letra F do dicionário (força, foco, fé e foda-se). Ao contrário da minha avó, não fui treinada para ser mãe. 

 Os questionamentos iniciais você tem que fazer é para si mesma e não perder tempo respondendo os outros "Eu estou preparada? Será que é a hora certa? Contar ao mundo ou não contar? O que será de mim agora? E meu trabalho como fica? O que meu marido vai achar? O que os outros irão achar?", e nem assim terás respostas, a única saída mesmo é viver cada dia de forma proveitosa para você e agora para o bebê. 

 Sempre me imaginei como mãe, mas nunca me imaginei ser mãe. O positivo veio acompanhado de um susto, muitos questionamentos e claro a alegria, sim nada foi planejado. Passaram-se algumas semanas e o bebê foi para um outro mundo e aqui ficou a tristeza e várias outras perguntas. Decidimos que agora era a hora certa, porque esperar mais dinheiro, mais mudanças, se postergar não daria em muita coisa? Decidimos fazer alguns exames e partir para ser os melhores pais imperfeitos do mundo. 

 Um mês depois veio o outro positivo e com ele a alegria, o retorno dos questionamentos e claro continuamos com o não planejamento das coisas, por opção. Não sabia que seria tão difícil assim.

 Partimos para responder algumas perguntas, afinal os questionamentos são a pior parte da gestação, seguido dos hormônios. Contar para a família? apenas após os três meses, para o mundo? não importa. Qual sexo preferem? Não preferimos nada, só queremos que venha feliz. Cor de enxoval? Colorido, arco-íris ou quem sabe o famoso cinza, preto ou branco. Qual o nome? Isso sempre tive a certeza de que iria demorar para sair. Como será o parto? Você está preparada? Qual o hospital? já tem doula...? Várias respostas vagas, nada ensaiado, apenas perguntas sem respostas e vão continuar. A única coisa que sei, é que o tempo e a vida, apontarão para o melhor caminho a seguir. 

 A televisão e os filmes mostram apenas as flores do processo, os livros tentam te direcionar a família perfeita, as blogueiras tentam até mostrar um pouco do real só que com o dinheiro. A verdade é muito mais punk, cheia de mistério e sem explicações.

 Então aqui vai a minha dica: apenas viva! Sinta-se bonita! Faça o que te faz bem. E o mais importante seja feliz. Aproveite, pois a única certeza é de que a vida irá mudar. Se é para melhor ou não, creio que isso dependa é de nós!

 E assim vem chegando o Caetano para conhecer esse mundão, com esses pais inexperiente, loucos, imperfeitos, mas que já o amam.